Rinoplastia

Órgão central na face, o nariz tem por função o aquecimento do ar antes dele chegar aos pulmões, além do contexto estético.

Portanto, patologias das estruturas nasais como rinites e desvio de septo merecem tratamento conjunto à rinoplastia estética. Quanto ao aspecto estético, as desarmonias devem ser individualizadas e corrigidas de tal maneira a proporcionar um resultado agradável, sem deixar sugestão de estigma.

O nariz é subdividido em três áreas: óssea, cartilaginosa e ponta nasal, e as alterações são tratadas caso a caso, visando corrigir os excessos ósseo-cartilaginosos (giba) ou excessos cartilaginosos na ponta nasal, proporcionando afinamento e elevação.

O planejamento pré operatório é de fundamental importância com auxílio de exames complementares (raio-x e tomografia computadorizada).

A cirurgia geralmente é realizada sem incisões externas (via endo-nasal) sob anestesia local + sedação; é realizado tamponamento nasal por algumas horas para coibir eventuais hemorragias e o engessamento por 7 dias.

O edema na região nasal pode persistir até 4 meses.